Link112
Banner 728x90-Biblia comentada

O Fator Barnabé - Atos 4.36

O Fator Barnabé - Atos 4.36

Por Portal Sermões em 02/06/2024 às 11:35:09

"José era levita e havia nascido na ilha de Chipre. Os apóstolos o chamavam de Barnabé, que quer dizer "Aquele que d√° ânimo" (NTLH). É assim que lemos na Nova Tradução na Linguagem de Hoje.

Se voc√™ usa a Bíblia na linguagem de ontem, voc√™ l√™: "Então José, cognominado (e aí j√° vale a pena voc√™ ter uma Bíblia na linguagem de hoje!) pelos apóstolos Barnabé (que, traduzido, é filho da consolação), levita, natural de Chipre".

Introdução

A palavra que quero trazer hoje ao seu coração tem por tema, o seguinte: O Fator Barnabé... porque Barnabé ensina pra nós a importância de cuidar bem dos novos convertidos e este é o assunto do momento.

Sabe, o Espírito Santo est√° despertando a igreja para este assunto. É um movimento glorioso!

O evangelismo é muito importante... todos sabemos que ganhar pessoas para Jesus é muito importante, por isso que toda estratégia que funciona e que for bíblica é bem vinda pra nós...

Mas, sabe, o que precisamos assimilar agora é a consolidação... porque, tão importante quanto GANHAR é CUIDAR – é preciso cuidar do que se ganhou.

Ganhar pessoas para Jesus é algo até natural demais... é espontâneo – todo crente cheio da presença de Deus, ele não precisa nem falar – o seu testemunho, o seu modo de viver, j√° fala, j√° prega o Evangelho.

Ali√°s, tem um ditado evangélico que diz assim: "Quem vive bem, calado prega".

Agostinho, pastor de Hipona, foi quem declarou: "Pregue o evangelho em todo o tempo. Se precisar, use palavras". Se precisar, entende?

Então, ganhar pessoas para Jesus é algo que acontece naturalmente... se voc√™ estiver cheio do Espírito Santo, voc√™ vai funcionar como um ímã... vai atrair pessoas para Jesus... voc√™ vai evangelizar, vai ganhar vidas.

Como diz o pastor Abe Huber: "ovelha sadia sempre d√° muita cria".

Porque é assim: o vertical gera o horizontal... quer dizer, quanto mais ligado a Jesus, em comunhão com Jesus voc√™ estiver, mais apaixonado pelas almas voc√™ ser√°.

Então, a importância de ganhar pessoas para Jesus não se questiona. Ganhar almas é importante demais da conta!

Agora, j√° foi dito: tão importante quando GANHAR é CUIDAR, é consolidar as vidas. A gente igreja precisa compreender isso.

Muito bem, o que significa realmente esse negócio de consolidação? Numa palavra bem simples: é fazer com que a pessoa (que foi ganha para Jesus, o novo convertido) se sinta como um peixe dentro d"agua.

Por que como é o peixe fora d"√°gua? ...ah! a sensação é de muita estranheza: fora d"√°gua o peixe não pode respirar, não pode nadar... ele fica se debatendo! Ficar fora d"√°gua, para o peixe, é uma aflição terrível.

Pois é essa sensação que temos que evitar para o novo convertido... ele não pode se sentir um peixe fora d"√°gua.

Pode ter certeza: a maior estranheza para um novo convertido é ele se perguntar: "Meu Deus, o que estou fazendo neste lugar, no meio dessa gente?"

É aí que entra a consolidação: ajudar o novo convertido ou o membro iniciante a se enturmar na igreja, pra ele não sofrer esse tipo de sensação de peixe fora d'√°gua.

Para isto, irmãos, Deus guardou pra nós o exemplo de Barnabé. Ah! Nós temos que nos tornar Barnabés na vida uns dos outros.

Vamos ler novamente Atos 4.36: "José era levita e havia nascido na ilha de Chipre. Os apóstolos o chamavam de Barnabé, que quer dizer "Aquele que d√° ânimo". A NVI traz que "deram o nome de Barnabé, que significa encorajador".

A primeira coisa que vemos aqui no verso é que esse homem não se chamava realmente pelo nome de Barnabé. Qual era exatamente o nome dele? ...era José.

Barnabé foi um apelido que ele recebeu dos apóstolos.

Hummm, essa coisa de colocar apelido nos outros, então é apostólico, é bíblico né?! Olha, aqui diz, realmente, que os apóstolos chamaram José de Barnabé, que significa "encorajador".

Então era um apelido. Mas olha, o costume que as pessoas t√™m, hoje em dia, de colocar apelido nas outras é errado. Sabe porque? ...porque os apelidos, hoje, são dados para diminuir, para rebaixar os outros. E isso t√° errado!

Mas, por que deram ao José esse apelido, e bom apelido, observou?

Então, vamos estudar: o nome "Barnabé", no original aramaico, é a união de duas palavras: Bar + Nabé. Bar significa "filho" e Nabé significa "encorajamento"... então, José é Barnabé, isto é, o filho do encorajamento – tem uma tradução da Bíblia que preferiu dizer: "Filho da Consolação".

Na Bíblia, na verdade, h√° muitos nomes com esse "bar". Por exemplo: "Bartimeu" (Mc 10.46), então, bar é filho, no caso, filho de Timeu...

Um outro exemplo de um nome assim na Bíblia é "Barjonas" (Mt 16.17): filho de Jonas.

E tem Barjesus (At 13.6-12), e um outro muito conhecido, que quando Jesus estava para ser crucificado, o povo pediu a Pilatos que soltasse: qual era o nome? Barrab√°s (Mt 27.26).

E olha só, muito interessante: tudo é filho... Batimeu, filho de Timeu; Barjonas, filho de Jonas...

Mas, quando chega "Barrab√°s", aí, o curioso é que Barrab√°s, no original, são duas palavras no plural. Ou seja, Bares Abas.

Bar é filho. E o que é Aba? É pai, paizinho. Então, Bar + aba seria "filho do pai"... mas como no original os dois estão no plural, a tradução correta do nome Barrab√°s seria "filhos dos pais".

Agora veja que revelação tão tremenda: Jesus morreu no lugar de Barrab√°s, ou seja, no lugar de todos os filhos de todos os pais. Aleluia!

Agora, Nabé, o que quer dizer? No original grego é "paraclisis"... Voc√™ sabe que o Novo Testamento foi escrito em grego, principalmente, e a raiz de paraclisis é "paracletos", que é o nome dado para o Espírito Santo, o Consolador.

Perdão por usar esses termos gregos, mas é pra voc√™ entender o sentido da coisa.

Barnabé é chamado de consolador ou um encorajador: ele é filho do encorajador, no sentido daquele que vem ao lado para encorajar, para ajudar, para animar, para consolar.

Então, ele é aquele que fica ao lado para encorajar.

Olha que maravilhoso: os discípulos viram em José um Barnabé, isto é, alguém com as características do "Consolador".

A mesma palavra que Jesus usou em João 14.16, quando se referiu ao Espírito Santo: "E eu rogarei ao Pai, e ele vos dar√° outro Consolador, para que fique convosco para sempre" (ACF). Tem traduções que optaram por Auxiliador (NTLH), Conselheiro (NIV), mas "Consolador" est√° mais de acordo com o grego paracletos.

Os discípulos, então, não estavam esperando uma experi√™ncia do tipo (ser cheio do Espirito Santo e falar em línguas)... eles ficaram na expectativa de receber um amigo precioso, com quem realmente poderiam contar, assim como o melhor Amigo que eles haviam conhecido e que era Jesus.

Mas aí, um dia, aparece um irmão chamado José, que tinha um cuidado, um zelo com as pessoas, especialmente os novos convertidos.

Por isso, deram pra ele o apelido de Barnabé. Realmente, esse é um apelido muito bonito! José, Filho do Espírito Santo, Filho do encorajador. Quantos gostariam de receber este apelido?

E, sabe, amado, é disso que precisamos, nesse tempo, na vida da igreja. E eu digo a voc√™: quem estiver com o coração aberto e desejoso, vai receber a mesma unção de Barnabé, em nome de Jesus.

Outro detalhe sobre José (o Barnabé) e que precisamos imitar: ele era LEVITA, ou seja, um adorador.

Amados, precisamos, acima de tudo, ser adoradores. Se voc√™ quer ser um Barnabé, primeiro tem que ser íntimo de Deus. É o vertical que gera o horizontal.

Lemos em Atos 4.36 que José era natural de Chipre, e que vendeu um campo, entregando o valor aos apóstolos.

Este fato também é muito significativo. A terra em Chipre, que é uma ilha do Mediterrâneo, era e ainda é, até os dias de hoje, segundo vi na Internet, uma ilha muito valiosa, muito cara, porque é fértil e rica em pedras preciosas e minerais que tem l√°.

Barnabé era dessa ilha, mas sabe, ele não era apegado à essas riquezas... não era apegado às coisas materiais... ele era generoso!

Nesse ponto, aprendemos o seguinte: temos que aprender a abrir mão daquilo que muitas vezes é até nosso por direito: porque é nosso tempo de folga, nossos bens materiais, nossos pertences, e coisa e tal.

Mas para sermos como Barnabé, temos que ser desapegados das coisas materiais.

Inclusive, Jesus disse que para sermos Seus discípulos é necess√°rio negarmos a nós mesmos.

E negar a nós mesmos significa, entre outras coisas, estarmos dispostos a "gastar" tempo com as pessoas, especialmente as mais novas na fé.

Porque, veja como Barnabé fez com Saulo, que era um novo convertido... abra a sua Bíblia em Atos 9.26-30.

Bem, preste atenção: Saulo, se voc√™ não sabe ou não se lembra, lemos no v.1, que ele "não parava de ameaçar de morte os seguidores do Senhor Jesus". Saulo, então, era um terrorista; ele perseguia os cristãos para prender e matar. O v.2 mostra que até autorização do governo ele tinha pra fazer isso!

Tem jeito pra um homem desse? Tem cura pra um coração tão frio? Tem salvação pra uma alma tão ignorante como essa de Saulo?

Ah! Não duvide do poder de Deus, porque o homem pode descer l√° no fundo da sua maldade e da sua ignorância, mas quando Deus toca no coração dele, aí acontece um revertério.

Foi o que aconteceu. O v.3 conta que Saulo estava indo pela estrada de Damasco, quando "de repente, uma luz que vinha do céu brilhou em volta dele. Ele caiu no chão e ouviu uma voz que dizia: - Saulo, Saulo, por que voc√™ me persegue?"

Era Jesus, o filho de Deus, dizendo pra Saulo: "eu [te]escolhi ...para trabalhar para mim" (v.15). Olha só: trabalhar para mim e não contra mim! Foi nesse dia que Saulo se converteu... foi nesse dia que Saulo se tornou cristão. Quem diria? ...é assim o poder de Deus.

Então, agora nós temos um novo convertido, um novo discípulo, um novo seguidor de Jesus aqui no texto, é Saulo.

E, lembra: a coisa mais importante agora é esse novo convertido ser integrado ao grupo de cristãos. Ele não pode sofrer aquela sensação de peixe fora d"√°gua!

Mas veja o que aconteceu com Saulo, no v.26: "Saulo foi para Jerusalém e tentou juntar-se aos seguidores de Jesus. Porém todos tinham medo dele porque não acreditavam que ele também era seguidor de Jesus".

Olha só, os crentes não confiavam nem um pouco na transformação de Saulo.

Eu fico imaginando: os crentes daquela época deviam pedir muito a Deus em oração: "Senhor, esse Saulo é um terrorista... ele não ama a Sua Palavra... ele não respeita os Seus filhos, Senhor. Então, oh! Deus poderoso, muda o coração desse homem... converte ele, Senhor!"

E aí, Saulo t√° convertido e eles não acreditavam que ele também era seguidor de Jesus agora.

Oh! isso é um pobrema: a gente tem que acreditar na decisão das pessoas! Se cremos que o nosso Deus pode tudo, então temos que confiar naqueles que v√™m à frente, entregando a vida pra Jesus!

Mas o fato triste é que aqueles cristãos não deram a mínima para Saulo. Alguns até quiseram tirar a vida de Saulo, fazendo justiça com as próprias mãos.

Ah! Mas tinha o Barnabé, lembra dele? O v.27 mostra: "Então Barnabé veio ajud√°-lo e o apresentou aos apóstolos. E lhes contou como Saulo tinha visto o Senhor no caminho e como o Senhor havia falado com ele. Barnabé também contou como, em Damasco, Saulo, pelo poder do nome de Jesus, havia anunciado corajosamente o evangelho". Aleluia! Barnabé veio ajud√°-lo!

Irmão, ninguém imaginava... na verdade, ninguém acreditava... só Barnabé mesmo é que olhava pra Saulo e dizia: "Saulo, voc√™ vai ser um grande servo de Deus".

E é verdade, ele sozinho, por inspiração divina, foi usado para escrever mais da metade do Novo Testamento. Sabia disso?

Era um novo convertido... ninguém confiava nele... Isso acontece em nosso meio? Julgamos os outros pela apar√™ncia, pelo passado que tiveram?

Ah! Fulano? Não é convertido nada... aquilo é fogo de palha...

Às vezes, sabe, a pessoa teve um encontro verdadeiro com Jesus, mas a alma ainda est√° sendo tratada.

Só que, parece, queremos que o beb√™ na fé, que acabou de nascer, é um novo convertido ainda, nós queremos que ele vire um adulto logo... esperamos dele as atitudes próprias de um adulto!

Mas, sabe, se não tratarmos de integr√°-lo na igreja, ele se sentir√° deslocado, um peixe fora d"agua e não vai crescer.

Então, ninguém acreditava em Saulo, mas BARNABÉ, fez diferente... Barnabé veio para ajud√°-lo (v. 27).

Quantos Saulos, quantos novos convertidos estão hoje, desacreditados... sem ninguém pondo confiança neles, mas que poderão ser transformados em grandes apóstolos Paulo?

O que fez Barnabé? o v.27 fala que ele ajudou Saulo... ajudou a ficar firme em Deus. Barnabé deu apoio a Saulo.

E o que aconteceu, então? lemos no v.28 que: "Depois disso Saulo ficou com eles, andando por toda parte em Jerusalém; e, pelo poder do nome do Senhor, ele anunciava corajosamente o evangelho". Ele estava firme em Deus, aleluia!

Irmãos, precisamos clamar ao Espírito Santo que derrame sobre nós essa unção que estava em Barnabé.

Irmão, apenas creia... se disponha, pague o preço da mudança e voc√™ ser√° totalmente frutífero.

DICAS PARA EXERCITAR O FATOR BARNABÉ:

É mais importante integrar alguém à igreja do que lev√°-la a fazer uma decisão e não v√™-la mais ;

Para integrar alguém à vida da igreja é preciso cultivar uma amizade profunda: servir, dando bom testemunho;

Essa amizade profunda é melhor cultivada em eventos sociais, como: anivers√°rio, casamento, ou um evento informal (churrasco, jantar, etc).

Nesses eventos é necess√°rio tirar muito tempo com a pessoa, dando atenção à mesma para cultivar a amizade.

Pr Walter Pacheco da Silveira

Comunicar erro

Coment√°rios